Exercício de curadoria intrapessoal da habilidade de fotografar sem cunho.

Ontem de madrugada cheguei em casa fazendo várias anotações mentais e decidi fotografar algo que se apresentasse a mim sem muito pensar sobre.


Durante o exercício, peguei um objeto em minha frente e fiz o seu registro.

Não contente, selecionei a melhor delas e parti para um composição com o objeto da primeira, onde novamente fiz a seleção e alterei seu aspecto visual de temperatura, escala de cor e intensidade de luz

Chegando no resultado abaixo:


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo